Notícias

Em setembro, a Associação dos Empresários do Polo Industrial do Sertãozinho (AEPIS) comemora 17 anos.

Em 12 de setembro, a Associação dos Empresários do Polo Industrial do Sertãozinho (AEPIS) comemorou 17 anos. Nesse período, rompemos muitos obstáculos e também obtivemos grandes conquistas. Mas, ainda temos muito trabalho pela frente. Precisamos  aumentar cada vez mais nossa representatividade e, para isso, sua participação como associado é fundamental. O cidadão brasileiro, de forma geral, tem pouco desenvolvido a cultura da cooperação – cerne do associativismo, dedicando preferencialmente seu tempo e atenção às questões individuais e praticamente nada aos temas coletivos que também o afetam. Uma postura que o torna alienado diante dos problemas que o rodeia, sejam eles sociais, políticos ou econômicos. Reclamar é mais fácil do que agir e gera pouca transformação. Diante desses comportamentos, as entidades representativas de classe enfrentam situações difíceis, seja de representatividade, de independência econômica e de desenvolvimento de novas lideran... LEIA MAIS

Fundadores da aepis relembram trajetória de sucesso da entidade

Fundadores da AEPIS relembram trajetória de sucesso da entidade Fundada em 2001, a Associação surgiu da preocupação dos empresários com a segurança da região de Mauá. Inicialmente, foi criado um projeto pela Polícia Militar para implantar uma base oficial em Sertãozinho, porém a ideia nunca foi posta em prática, mesmo com o total apoio dos empresários da época. Tiojium Metolina, Roseli Biason e Norberto Perrela relembram a trajetória da Associação.    “A análise do cenário há 17 anos nos leva a pensar que infelizmente pouca coisa mudou. A desindustrialização já fazia parte da nossa região. O fator segurança era e continua sendo um problema, fomos obrigados a nos conformar com a construção do CDP em nossa região e, quem sabe, o último trecho do Rodoanel será inaugurado no próximo ano, 21 anos após o início das obras do empreendimento, em 1998”, declara Roseli Biason, uma das fundadoras da Associação.   Atualmente, a AEPIS possui 32 associ... LEIA MAIS

Gilmar Mendes define volta de Atila Jacomussi ao Paço de Mauá

O ministro do Supremo  Tribunal Federal, Gilmar Mendes, definiu nesta terça-feira (11/09) o retorno de Atila Jacomussi (PSB) ao Paço de Mauá. O socialista foi preso durante a operação Prato Feito, da Polícia Federal, que encontrou em sua casa R$ 87 mil, dentro de uma panela, na cozinha, e em uma pasta de uso do político. Como o prefeito não conseguiu explicar a origem do dinheiro acabou preso por 37 dias. A operação visava apurar o desvio de dinheiro da merenda escolar em prefeituras paulistas. A defesa alegou que o dinheiro era oriundo de aluguéis recebidos pelo prefeito. Mesmo depois de solto, Jacomussi (foto) estava impedido de reassumir seu cargo na prefeitura de Mauá e a condução da cidade ficou a cargo de sua vice, Alaíde Damo (MDB). Átila conseguiu habeas corpus, que foi concedido pelo próprio Gilmar Mendes, e saiu da prisão em 15 de junho. Na sequência o Tribunal Regional Federal da 3ª Região determinou o impedimento do socialista de voltar ao ... LEIA MAIS

Mauá recebe de São Bernardo viaturas para GCM

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), sancionou nesta quinta-feira (23) a lei que autoriza o empréstimo de 10 veículos para a Guarda Civil Municipal (GCM), de Mauá por 180 dias. A Prefeita em exercício, Alaíde Damo (MDB), afirmou que a ajuda será necessária até que uma nova licitação seja realizada. “Estamos em uma situação muito grave e toda a ajuda é bem-vinda. Espero resolver esses problemas nesses 180 dias”, disse Alaíde. O secretário de Segurança Pública de Mauá, Luiz Alfredo dos Santos Simão, afirmou que uma nova licitação já foi realizada para conseguir novos veículos para a GCM, Defesa Civil e Saúde. Só para a área de segurança serão 16 carros. Alaíde revelou que aguarda audiência com o governador Márcio França (PSB) para saber qual será a ajuda financeira do Estado para a cidade. Em julho, Mauá decretou o estado de calamidade financeira, fato que fez com que o município deixasse de pagar alguns fornecedores até que as fi... LEIA MAIS

CPI da Assembleia investiga contrato entre FUABC e Mauá

O Hospital de Clínicas Dr. Radamés Nardini, em Mauá, foi alvo de uma diligência da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), que investiga contratos entre as Organizações Sociais de Saúde (OSSs) e os governos municipais e o estadual. Na visita que ocorreu nesta quinta-feira (9), os parlamentares constataram problemas estruturais de equipamentos e com medicamentos que estavam armazenados no local. O contrato entre a Prefeitura e a Fundação do ABC (FUABC) será alvo de análise da investigação na Assembleia paulista. Segundo a análise realizada pelos deputados estaduais Edmir Chedid (DEM) e Carlos Nader (PT), o ponto que mais chamou atenção foram as obras paradas no quarto andar do equipamento. “Vimos um andar inteiro que está em obras há mais de quatro anos, o que não é nenhum pouco razoável”, afirmou Chedid, que é presidente da CPI. “Nós viemos por causa daquilo que foi relatado pelos jornais da região. Mas foi uma surpresa o que encontramos aqui, algo mu... LEIA MAIS

Avalição do 1º Semestre e Perspectivas para o 2º Semestre

DESTAQUES • A avaliação da indústria paulista com relação ao 1º semestre foi de estabilidade. A quantidade de empresas que afirmaram que foi melhor (36,6%) que o mesmo período do ano anterior é praticamente igual à de empresas que afirmaram que foi pior (36,1%), mas há um viés positivo, já que a proporção de empresas que sentiram melhora é o maior desde 2011; • Para o 2º semestre deste ano, a maior parcela das empresas espera que sua situação permanecerá igual (43,9%), mas há um viés negativo, já que, comparada com igual pesquisa realizada em 2017, há mais empresas neutras e pessimistas e menos empresas otimistas; • Como a maioria das empresas está esperando que seu desempenho permanecerá mais ou menos estável, apenas 20,4% pretendem ampliar seu quadro de empregados no 2º semestre deste ano; • Para o fechamento de vendas este ano, 39,4% das empresas esperam uma melhora em relação a 2017. Na média, no entanto, o aumento esperad... LEIA MAIS

Mauá chega a rombo financeiro de R$ 265,4 milhões

Em um cenário de indefinição administrativa no qual o morador não sabe a quem chamar de prefeito, agora Mauá se deflagra com dívidas financeiras de curto prazo que podem chegar a R$ 265,4 milhões ao fim deste ano. Os números foram divulgados por representantes do governo da prefeita em exercício Alaíde Damo (MDB) na tarde desta quinta-feira (12), seis dias após publicar decreto de calamidade financeira. Segundo dados apresentados pela cúpula do governo, a Prefeitura de Mauá contabiliza um débito de restos a pagar em R$ 54,8 milhões referente ao exercício 2017, ainda na gestão do prefeito afastado Atila Jacomussi (PSB) – preso de 9 de maio a 15 de junho. Neste ano, os atrasos com fornecedores alcançaram R$ 59,8 milhões, o que já resulta em uma soma de R$ 114,7 milhões de dívidas em curto prazo já consolidadas. Caso nada seja feito para estancar a sangria financeira da máquina pública até o fim do ano, o passivo de Mauá pode chegar a R$ 142,4 milhões. Ness... LEIA MAIS

Informativo 15º Evolução do emprego formal em Fevereiro de 2018

Prezados (as),  Segue Informativo 15º Evolução do emprego formal em Fevereiro de 2018, elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego da Prefeitura de Santo André, gerência de Indicadores Sociais e Econômicos.  Os destaques são:            O emprego volta a crescer no Grande ABC foram criados 1.790 vagas em fevereiro/18, que passou a ser o segundo melhor mês em geração de empregos formais nos últimos 12 meses, o bom desempenho deve-se, principalmente, à indústria de transformação e ao serviço.          O Grande ABC começa a mostrar fôlego na geração de empregos. Após o saldo negativo de 2.791 vagas em 2017, em 2018 o Grande ABC acumula a criação de 1.395 novos postos de trabalho. Ampliação promovida principalmente pelos serviços que geraram 1.563 vagas e pela indústria de transformação, com 1.408 vagas criadas.          No mês de Fevereiro os municípios de São Bernardo (486 vagas), Mauá (452 vagas) e Santo ... LEIA MAIS

Indústria 4.0 é realidade às PMEs

Segundo dados da CNI (Confederação Nacional da Indústria) sobre a adoção de tecnologias digitais relacionadas à indústria, o termo indústria 4.0 ainda gera grande desconhecimento. Na amostra, 42% das companhias desconhecem a importância das tecnologias digitais para a competividade da indústria e mais da metade não utilizam nenhuma tecnologia. Nessa relação, IoT (Internet das Coisas) e big data, por exemplo, estão em uso por 13 empresas, do total de 2.225 que participaram da pesquisa. Ainda pela CNI, o desconhecimento de tecnologias digitais em manufatura é maior entre as empresas de médio e pequeno portes, cerca de 60%. Entre as grandes, o percentual de empresas que não identificaram alguma das dez tecnologias digitais apresentadas como importante para a competitividade cai para 32%. O avanço tecnológico na indústria não é percebido pelas empresas e esse é o maior desafio. Apesar de alguns setores beneficiarem-se dessa inovação, como logístico, o Brasil ... LEIA MAIS

SICOOB Grande ABC instala ponto de atendimento em Mauá

LEIA MAIS
Voltar
Estamos esperando por você de Segunda à Sexta Das 8h00 às 17h00
Fone
11 4543.6147
-
- -
Av.Papa João XXIIII, 4170 - Sertãozinho - Mauá/SP Copyright © 2015 AEPIS - Todos os direitos reservados.
Siga a AEPIS Nas redes sociais