Notícias

Vale Transporte - Sentença de Segurança

Sentença proferida em sede de Mandato de Segurança. LEIA MAIS

Campanha "Outubro Rosa" na AL Indústria

"Todos os anos, no mês de outubro a AL Industria promove a campanha “Outubro Rosa”, onde diversos eventos são realizados com o intuito de atrair e conscientizar a mulherada e também alertar os homens quanto as mulheres que fazem parte das suas famílias, salientando a prevenção contra o Câncer de Mama. Esse ano de 2019, de 14 a 18/10 contamos com a presença da Granfarma que trouxe medição de dextro, pressão arterial, além da demonstração e venda de diversos produtos, remédios e cosméticos com valores variados e acessíveis. Contamos também a presença da Ótica Estância que trouxe um especialista em optometria que está realizando exames de visão nos colaboradores e showroom de óculos de grau e sol, além de relógios com valores promocionais e também acessíveis. Agradeço o trabalho que vem sendo feito aqui na AL. Nenhum dos parceiros que tivemos anteriormente se iguala a Granfarma e a Ótica Estância. Muita dedicação, carisma e simpatia v... LEIA MAIS

Entenda o auxílio-creche

Notícias / 11 de setembro de 2019 Proteção à infância e à maternidade é direito assegurado pela Constituição Federal   De acordo com o artigo 389 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), toda empresa com mais de 30 empregadas com idade superior a 16 anos precisa ter um local onde as mães possam deixar seus filhos de até seis meses. Na inviabilidade de manter esse local, o empregador pode contratar outros estabelecimentos ou firmar convênios com entidades públicas ou privadas nesse sentido. Também pode reembolsar as despesas que as mães têm com a contratação de uma creche. Nessa hipótese, o auxílio-creche deve corresponder ao valor integral pago ao estabelecimento escolhido pela empregada e será pago a toda trabalhadora com filhos até seis meses de idade, independentemente do número de funcionárias. O reembolso-creche deve ser negociado em convenção ou acordo coletivo. A norma pode estabelecer um período maior para pagamento do auxílio... LEIA MAIS

Conheça os direitos do trabalhador que é pai

Notícias / 11 de setembro de 2019 Ter um filho, ainda que por adoção, assegura benefícios também aos homens   Os direitos das gestantes e lactantes trabalhadoras são bastante conhecidos e divulgados. Entretanto, a Constituição Federal e a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) também garantem direitos ao empregado que se torna pai, inclusive aos adotantes. Um desses direitos, talvez o mais difundido, é a licença-paternidade que, normalmente, se estende por cinco dias, contados a partir do primeiro dia útil após o nascimento. Para trabalhadores de empresas integrantes do Programa Empresa Cidadã, no entanto, a duração da licença será de 20 dias corridos. Se a mãe da criança vir a morrer, o pai terá direito a ficar licenciado para cuidar da criança pelo mesmo período que estava assegurado à mãe. Em casos de adoção, o salário-maternidade é devido a apenas um dos adotantes, que tem direito à licença de 120 dias. Pais trabalhadores aind... LEIA MAIS

Para STF, acidente em atividade de risco motiva indenização

Notícias / 11 de setembro de 2019 Pagamento é devido mesmo quando não há culpa ou dolo do empregador Dia 5, a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) considerou que, em atividades de risco, o empregador tem responsabilidade objetiva em relação aos danos decorrentes de acidentes de trabalho sofridos por seus empregados. Dessa forma, o trabalhador não precisa comprovar a existência de dolo ou culpa da empresa para ter direito a receber indenização. A decisão foi tomada no julgamento de um recurso apresentado por uma empresa de transporte de valores condenada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) a indenizar um trabalhador que, após ser vítima de assalto, passou a sofrer de transtornos psicológicos. Para o empregador, pelo fato de o assalto ter sido realizado por terceiros e em via pública, ele não podia ser responsabilizado pelo sofrimento do empregado. Concordando com os colegas do TST, os ministros do STF julgaram aplicável ao caso o ... LEIA MAIS

Liminar Vale Transporte

Ministério Público manifestou em 4 de abril de 2019 concessão da medida liminar referente ao processo do vale transporte. Para obter o benefício as empresas, associadas da AEPIS, deverão retirar declaração e alguns documentos para comprovação da Associação. Essas declarações são assinadas por diretores da AEPIS, conforme Estatuto e última ata de eleição. Portanto, solicitamos que nos avisem com antecedência para providenciarmos tais documentos.  A disposição para esclarecimentos Nilza Helena Mariucci Gestora Executiva Associação dos Empresários do Polo Indiustrial do Sertãozinho LEIA MAIS

Palestra: O desafio dos profissionais de RH frente aos problemas das drogas e alcoolismo nas empresas

Palestra realizadas em 25/01/19.  Palestrante: Dr. Aurélio De Souza Psicólogo Clínico, formado em psicanálise. Farmacodependência - UNIFESP, Psicopatologia e Saúde Pública - USP. Psicólogo no Hospital Estadual de Diadema há 15 anos e coordenador de projetos de Saúde Mental na Mental Work.  Empresas Participantes:  Argos, BB Quimica, Betel, Brasóxidos, Bye Insect, Colégio Aprendiz, Coopertrans, Erg Life, Estrela Azul,  Fameth,  Grupo Inbra, Fitness Consultores, Balestero Advogados, STData, Ferkoda, Jardim SIstemas, Lider Brinquedos, Max Del, Mundo Iris, Ótica Estância, Poliembalagens, PMM - Secretaria de Trabalho e Renda, Fameth, SEMASA, Transportadora Mauá,  Ravel, Rede Contabilidade. Alguns Depoimentos: "Excelente palestra. Tema que nos interessa muito, pois estamos lidando diretamente com esses assuntos. É de grande valia ter tido a oportunidade de estar nesta palestra. Muito obrigada! Parabenizo toda a estrutura e todos os envolvidos".  Alessandra L.... LEIA MAIS

LEI 13.429 de 2017 sobre a defesa da Auditora fiscal do MTE

LEI 13.429 de 2017 sobre a defesa da Auditora fiscal do MTE (Segue tópicos que mostram o descumprimento da lei).     Art. 9º.    O contrato celebrado pela empresa de trabalho temporário e a tomadora de serviços será por escrito, ficará à disposição da autoridade fiscalizadora no estabelecimento da tomadora de serviços e conterá:    I - qualificação das partes;     II - motivo justificador da demanda de trabalho temporário;     III - prazo da prestação de serviços;     IV - valor da prestação de serviços;     V - disposições sobre a segurança e a saúde do trabalhador, independentemente do local de realização do trabalho. (OBS: é obrigatório fazer o ASO admissional e todos os exames complementares que o local da empresa da prestadora exige, independente dele ser um Temporário . É obrigatório o mesmo uso de EPIS dos empregados CLT, incluído tempo de troca dos equipamentos para os Temporários.    § 1º    É res... LEIA MAIS
Voltar
Estamos esperando por você de Segunda à Sexta Das 8h00 às 17h00
Fone
11 4543.6147
-
- -
Av.Papa João XXIIII, 4170 - Sertãozinho - Mauá/SP Copyright © 2015 AEPIS - Todos os direitos reservados.
Siga a AEPIS Nas redes sociais