Avalição do 1º Semestre e Perspectivas para o 2º Semestre

DESTAQUES
• A avaliação da indústria paulista com relação ao 1º semestre foi de estabilidade. A quantidade de empresas que afirmaram que foi melhor (36,6%) que o mesmo período do ano anterior é praticamente igual à de empresas que afirmaram que foi pior (36,1%), mas há um viés positivo, já que a proporção de empresas que sentiram melhora é o maior desde 2011;
• Para o 2º semestre deste ano, a maior parcela das empresas espera que sua situação permanecerá igual (43,9%), mas há um viés negativo, já que, comparada com igual pesquisa realizada em 2017, há mais empresas neutras e pessimistas e menos empresas otimistas;
• Como a maioria das empresas está esperando que seu desempenho permanecerá mais ou menos estável, apenas 20,4% pretendem ampliar seu quadro de empregados no 2º semestre deste ano;
• Para o fechamento de vendas este ano, 39,4% das empresas esperam uma melhora em relação a 2017. Na média, no entanto, o aumento esperado é de 2,9%, que é um aumento bem moderado, mas é o melhor resultado desde 2013, quando a expectativa média de aumento era de 5,4%;
• Quando questionadas se estão sentindo a recuperação das vendas que deixaram de ser realizadas durante a paralisação dos caminhoneiros, 41,7% afirmaram que estão recuperando parcialmente, enquanto apenas 5,4% das empresas estão sentindo uma recuperação total das vendas.
AVALIAÇÃO DO 1º SEMESTRE
PERSPECTIVAS PARA O 2º SEMESTRE
RECUPERAÇÃO DAS VENDAS APÓS PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS
METODOLOGIA
• Dados coletados entre os dias 10 e 20 de julho de 2018
• Feita por correio eletrônico com o questionário disponível na Internet
• Convite para participar enviado a 7.150 empresas da Indústria de Transformação localizadas no Estado de São Paulo
• Participaram 465 empresas • Este pesquisa é realizada todos os anos no mês de julho desde 2008
Voltar
Estamos esperando por você de Segunda à Sexta Das 8h00 às 17h00
Fone
11 4543.6147 11 98331.0660
-
- -
Av.Papa João XXIIII, 4170 - Sertãozinho - Mauá/SP Copyright © 2015 AEPIS - Todos os direitos reservados.
Siga a AEPIS Nas redes sociais